Terça-feira, 13 de Julho de 2010

Portugal Socialista - Edição comemorativa do centenário de Tito de Morais O nome de Manuel Alfredo Tito de Morais faz parte não apenas do património do Partido Socialista, mas da história da Democracia em Portugal.

Comprometido politicamente com a resistência anti-fascista já desde o Movimento de Unidade Democrática em 1945, cedo foi forçado a tomar os caminhos do exílio, canalizando toda a sua energia e determinação para a luta patriótica pelo derrube da ditadura do Estado Novo. Fundou em 1964, na Suíça, a Acção Socialista Portuguesa que, mais tarde, em 1973, haveria de dar origem ao Partido Socialista. Além de fundador e principal impulsionador do PS, Manuel Alfredo Tito de Morais seria seu deputado à Assembleia Constituinte, depois Vice-Presidente da Assembleia da República e ainda Presidente do PS, entre 1986 e 1988.

O percurso pessoal de Manuel Alfredo Tito de Morais confunde-se com o caminho de Portugal, ao longo de décadas, na luta pela Liberdade e pela restauração democrática. Felizmente que ele teve a satisfação de ver esse desígnio da sua vida concretizado, a 25 de Abril de 1974. E felizmente que nós todos, portugueses, tivemos o benefício da sua contribuição devotada e experiente, por ainda muitos anos mais, ajudando-nos a superar os tremendos desafios da descolonização, das reformas económicas e políticas e da aprendizagem das liberdades e da tolerância democrática.

Nos anos 80 e 90 cruzei-me com o Eng. Tito de Morais nas mais diversas circunstâncias, de acções de rua aos salões do Palácio da Ajuda – eu jovem diplomata, ele um peso pesado da vida política nacional. Sempre me impressionou o olhar penetrante, a extrema afabilidade. E, sobretudo, o comentário atento e arguto, evidenciando combatividade inquebrável, fidelidade à ética republicana e firmeza de carácter.

Manuel Alfredo Tito de Morais faria este mês cem anos e os Socialistas e o país devem-lhe uma sentida homenagem: por não ter nunca desistido do sonho de um Portugal livre e por ter trabalhado incansavelmente, esclarecidamente, para o tornar realidade para todos nós.

Ana Gomes



publicado por CCTM às 09:00
link do post | comentar |

Tito de Morais - 1974
CCTM
Comissão Executiva das Comemorações do Centenário de Tito de Morais

. . . . - HomePage -
pesquisar neste blog
 
contactos
Largo do Rato nº 2
1269-143 Lisboa
cctm@sapo.pt
cctm@ps.pt
autores
em destaque
. biografias (notas)
. - entrevista (M.José Gama)
. cctm - comissão executiva
. cctm - comissão de honra
. comunicação social/informação
. Portugal Socialista 2010
. depoimentos actuais
. depoimentos anteriores
. estórias
. exílio
. - Argélia
. - França
. - Itália
. família
. mensagens
posts recentes

Manuel Alfredo Tito de Mo...

Selagem do Blog

Audiência com o President...

Apresentação do relatório...

Relatório final das CCTM

Portugal Socialista - 201...

Portugal Socialista - Edi...

Legado, inspiração e estí...

Sempre em defesa dos valo...

Exemplo de empenho cívico

arquivos

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

últimos comentários
SUA SOLUÇÃO FINANCEIRA EM 72 HORAS.Incrível, mas v...
Boa noite,Ainda tenho uma carta do Francisco R.Cos...
Boa noite, sugiro que entre em contacto com a asso...
Boa noite, estou a realizar um trabalho no âmbito ...
Só lhe peço que refira que a imagem faz parte do e...
Boa noite caro amigo,Gostaria de lhe perguntar se ...
Estou a ver na TV informacao sobre a greve. Esta g...
Tenho seguido atentamente todos os passos destas c...
Li as vossas palavras e fiquei muito contente de s...
Excelente! É uma amizade exemplar que nem a distân...
mais comentados
7 comentários
3 comentários
2 comentários
2 comentários
2 comentários
2 comentários
tags

todas as tags

links
subscrever feeds
blogs SAPO